(Alexandre Costa – IBMP- Fiocruz - PR)


O pesquisador da Fiocruz, Alexandre Costa, apresentou os resultados preliminares de uma plataforma portátil de qPCR, o “Q3”, que visa atender os diferentes níveis de atenção ao paciente. O objetivo é que o equipamento ofereça não só facilidade de operação, como é o caso de outros modelos já utilizados, mas, principalmente, possa ser carregado e utilizado sob qualquer condição. Nesse sentido, um Point of Care (POC) se torna um “Point of Need”, com mobilidade para atender os pontos de necessidade.

A ideia é que esta plataforma seja um equipamento simples, capaz de realizar uma reação de detecção molecular em TB em qualquer lugar. O “Q3” é do tamanho de uma máquina de cartão de crédito e opera com um chip de silício.
Em 2015, por meio do apoio da Rede TB, os pesquisadores responsáveis fizeram a comparação da reação padrão realizada com o “Q3” e o ABI7500, plataforma similar oferecida no mercado, utilizando reagentes importados e reagentes produzidos no Paraná e o resultado foi muito satisfatório. As curvas dos equipamentos possuem sensibilidades comparáveis. Na nova etapa de testes, alguns pontos da curva de calibração estão sendo repetidos, mas desta vez com um passo à frente, com os equipamentos em Porto Alegre, em um ambiente diferente, outro laboratório, outras pipetas.

Baixe o material das palestras

Dia 22

Alexandre Almeida - Biomarcadores

Alexandre Costa - Q3 - Fiocruz -PR

Annika Sweetland TB Depression

Claudete Araujo Biomarcadores

Denise Arakaki -22-06-2017

Delia Boccia Presentation

Elis Regina Epidemio Molec RS

Elena Lassouskaya

Erica Chimara Xpert SP

Ethel Maciel Epidemio Molec

Fatima Fandinho Xpert

Julio Croda TB em prisoes

Joao_Perdigao_Rede_TB2017

Isabela TB Sprint_

Kleydson_WorkshopREDETB_22.06

Karen Gomes - Infecção Mista - Fiocruz

Leo Ribeiro - Estudos in vitro

Leonardo Santana Baiha

Mayla Melo Biomarcadores Neutrofilos

Monica Kramer

Regina Barcelos - Biometrix

Silvana Spindola KitSIRE_Custo

Tonya Duarte Epidemio Mol BA

 

Dia 23

Afranio Kritski TB  Consultorio de Rua

Anna Crisitina - Karina - TB e Depressão

Camila Guindalini - Conhecimento

CamilaDonnola - Homeless - TB

Cristina Pessoa - Segurança - Gestão Qualidade

Denise Rossato - TB DM - MIF

Domingos Alves- Informatização

Edna Ferreira Politicas de Saude

Elisangela Silva - Biomarcadores TB Desnutrição

Fabio Mota Mapeamento BRICS

Janaina Leung - Abordagem Contatos

Luiz Evora - TWIST Systems - Escore TB MDR

Luiz Ricardo - Mobile Technologies

Margareth Dalcolmo - TB MDR Esquemas terapeuticos

Miriam Cohen Gestao Qualidade

Naomi Komatsu PACTU

Pedro Eduardo Almeida da Silva WORKSHOP RIO 2017

Rafael Galliez - Modelo para retirar do Isolamento Respiratório

Raquel Coelho - Papel do CNPq - Pequisa em TB

Sueli Alves Silva - Incorporação Tecnologias

Valeria Rolla - Toxicidade e interação farmacologica em TB-HIV

Sobre a REDE-TB

A Rede Brasileira de Pesquisa em Tuberculose (REDE-TB) é uma Organização Não Governamental (ONG) de direito privado sem fins lucrativos, preocupada em auxiliar no desenvolvimento não só de novos medicamentos, novas vacinas, novos testes diagnósticos e novas estratégias de controle de TB, mas também na validação dessas inovações tecnológicas, antes de sua comercialização no país e/ou de sua implementação nos Programa de Controle de TB no País.


bt2

Contato

E-mail: redetb.rp@gmail.com

Tel: +55 (21)3938 - 2426
Tel/ Fax: +55 (21)3938 - 2431.

Endereço: Avenida Carlos Chagas Filho, 791, Cidade Universitária - Ilha do Fundão, Rio de Janeiro, RJ - Brasil. CEP: 21941-904

Assine a newsletter da REDE-TB

Curta REDE-TB no Facebook