(STAG-TB)

9-11 November 2009

The World Health Organization (WHO) recognizes its critical role in supporting urgent national efforts to enable universal access to treatment and care, so as to meet the Millennium Development Goal 6 target of reversing TB incidence, and the Stop TB 2015 targets of halving TB prevalence and mortality rates. The WHO Secretariat requires ongoing scientific, technical and strategic advice in TB care and control from its Strategic and Technical Advisory Group for Tuberculosis (STAG-TB), to help guide implementation of the Stop TB Strategy and the Stop TB Partnership's Global Plan to
Stop TB, 2006-2015.

Aos treze dias do mês de agosto do ano de dois mil e nove, às dez horas, no Pergamon Hotel, situado na Rua Frei Caneca n. 80, em São Paulo, com a presença de 46 associados/ afiliados (AnexoI), realizou-se a Assembléia Geral da Parceria Brasileira Contra a Tuberculose, que reuniu-se ordinariamente para apreciar, discutir e decidir a pauta prevista:
 
·        Abertura - Dr. Dráurio Barreira (PNCT/MS) e Ana Glória Pires (BEMFAM) 
·        Apresentação dos presentes 
·        Informes: - Site Parceria,  Participações, Questionário Fundo Global (advocia), SESI (Vídeo)  
·        Painel Realidade e Ações no Enfrentamento da Tuberculose, Coordenação – Mônica Kramer:  Panorama Brasileiro da Tuberculose - Dráurio Barreira (15 min.),  Ações do Fundo Global (FIOTEC)  - Cristina Boaretto (15 min.), Ações do Fundo Global ( FAP) - Alexandre Milagres (15 min.), Ações da Associação Projeto MSH – Jorge Luis da Rocha (15 min.)
·        Relato de Atividades da Secretaria Executiva: Ana Glória Pires e José Marcos Romain 
·        Reunião Segmento Ativismo: Eleição sobre representação até o final do atual mandato  
·        IV Encontro Nacional de TB e I Fórum da Parceria Brasileira  
·        Institucionalização da Parceria 
·        Encerramento

O Brasil tem assegurado em sua Carta Magna de 1988 as atividades do Controle Social, dai decorrendo muitas ações, que hoje colocam o movimento social brasileiro na vanguarda dessa atividade. 
 
Na história do Brasil registramos ações filantrópicas como precursora da luta do movimento social contra tuberculose, sem, no entanto, ter conseguido ao longo desse período desenvolver apatia suficiente para aglutinação de ativistas a causa.
 

Prezado/a(s), Parceiro/a(s),

Em anexo, nos originais (espanhol e inglês), a  Declaração apresentada pela BEMFAM – Bem Estar Familiar no Brasil, organização não governamental reconhecida como entidade de caráter consultivo pelo Conselho Econômico Social – ONU (ECOSOC) e afiliada à Parceria Brasileira Contra a Tuberculose, no Período de Sessões de 2009, em Genebra, de 6 a 31 de julho, em cumprimento aos objetivos e compromissos assumidos internacionalmente com respeito à Saúde Pública Mundial.   

GLOBAL TUBERCULOSIS CONTROL WHO 2003WHO REPORT 2003 COMMUNICABLE DISEASES

WHO REPORT 2003
Global Tuberculosis Control
SURVEILLANCE, PLANNING, FINANCING

The global tuberculosis epidemic is growing larger and more dangerous each year.
The World Health Organization’s programme on Communicable Diseases monitors the epidemic, evaluating surveillance, planning, and financing data in support of national TB control programmes.

Página 2 de 3

Sobre a REDE-TB

A Rede Brasileira de Pesquisa em Tuberculose (REDE-TB) é uma Organização Não Governamental (ONG) de direito privado sem fins lucrativos, preocupada em auxiliar no desenvolvimento não só de novos medicamentos, novas vacinas, novos testes diagnósticos e novas estratégias de controle de TB, mas também na validação dessas inovações tecnológicas, antes de sua comercialização no país e/ou de sua implementação nos Programa de Controle de TB no País.


bt2

Contato

E-mail: redetb.rp@gmail.com

Tel: +55 (21)3938 - 2426
Tel/ Fax: +55 (21)3938 - 2431.

Endereço: Avenida Carlos Chagas Filho, 791, Cidade Universitária - Ilha do Fundão, Rio de Janeiro, RJ - Brasil. CEP: 21941-904

Assine a newsletter da REDE-TB

Curta REDE-TB no Facebook