Quando uma pessoa com tuberculose pulmonar tosse, fala ou espirra, ela expele gotículas contaminadas com o bacilo. A pessoa que estiver próxima, ao respirar, pode inspirar o bacilo para o seu pulmão. Quando isso ocorre, dizemos que o bacilo foi transmitido de uma pessoa para outra.

O contato direto e permanente com o paciente em ambiente fechado, com pouca ventilação e ausência de luz solar, representa uma maior chance de infecção.

Não se pega tuberculose bebendo no copo ou utilizando o mesmo talher do paciente, desde que bem lavados.

Pessoas com as defesas naturais comprometidas, como os diabéticos e os infectados pelo vírus da AIDS, têm uma possibilidade maior de contaminação, por isso, devem estar mais atentas aos sintomas da tuberculose.

As precárias condições de vida, a desnutrição, o enfraquecimento por desgaste físico, o alcoolismo e o câncer também favorecem o desenvolvimento da tuberculose.

 

ilustração: http://www.acispes.com.br/img/tuberculose_1.jpg

Sobre a Rede TB

A Rede Brasileira de Pesquisa em Tuberculose (REDE-TB) é uma Organização Não Governamental (ONG) de direito privado sem fins lucrativos, preocupada em auxiliar no desenvolvimento não só de novos medicamentos, novas vacinas, novos testes diagnósticos e novas estratégias de controle de TB, mas também na validação dessas inovações tecnológicas, antes de sua comercialização no país e/ou de sua implementação nos Programa de Controle de TB no País.


bt2

Contato

E-mail: redetb.rp@gmail.com

Tel: +55 (21)3938 - 2426
Tel/ Fax: +55 (21)3938 - 2431.

Endereço: Avenida Carlos Chagas Filho, 791, Cidade Universitária - Ilha do Fundão, Rio de Janeiro, RJ - Brasil. CEP: 21941-904

Assine a newsletter da Rede TB

Curta Rede TB no Facebook